Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

MEMORANDO

De quando em vez dou uma olhada nos blogs de Almeirim. Dos vários que fazem parte da blogosfera cá da zona, uns haverá,  que despertam mais o interesse que outros, como é natural. Mas, numa coisa estão quase todos em sintonia. Salvo as excepções, quase todos escolhem como alvo de ataque a Câmara de Almeirim, o seu Presidente e quando é caso disso, os satélites que gravitam na sua órbita, ou seja: aqueles que de uma forma ou de outra lá vão procurando sobreviver na política,  "engolindo sapos" metendo a dignidade debaixo do tapete e  aguentando os ataques que lhes surgem de todos os lados, mas sem  surtirem o efeito de uma grande bomba, com danos colaterais e tudo.

 

Não custa imaginar a expressão de gozo do Snr  Presidente quando lê ou é informado de algumas das críticas constantes de alguns desses blogs! Também não custa imaginar a sua expressão de raiva por não poder responder à letra (à ribatejano) a  outras dessas críticas, e não será dificil  antever os bocejos de saturação com que tem de aguentar as investidas mais inflamadas de uma oposição, que nunca passará disso mesmo.

 

Pois bem! Acabem-se as críticas destrutivas,  vamos todos dar as mãos e ajudar  o Snr Presidente da Câmara, para que possa Governar melhor a autarquia.

Como diz um velho aforismo "é mais fácil obedecer que mandar".

Nesta conformidade, pensemos como deve ser difícil agradar a Gregos ,Troianos e Quejandos, quando a maioria, não se expressa de forma concreta em relação ao que gostava de ver feito, ou pelo menos tentado.

Por mim, entendo que o melhor é relembrar o Snr Presidente de algumas coisas que ocorreram e não deviam, e outras que deveriam e não ocorreram.

Assim, comecemos pelo que deveria ter ocorrido:

 

1.º Desde o 25 de Abril,  não foi criada uma zona industrial no Concelho, deveria portanto "em modesta opinião" ter sido uma prioridade da autarquia.

 

2º. Deste modo, não houve a instalação de uma única indústria (digna desse nome) que criasse postos de trabalho permanente, evitando assim a debandada de mão de obra qualificada, que felizmente existe. Também não se cativou a instalação de agro- indústrias que transformassem os produtos oriundos da lavoura.

 

3.ºDurante os quase trinta anos de governação não houve a eficácia de fazer prevalecer o nome "ou a marca" Almeirim, para que a excelência de alguns dos produtos aqui produzidos fossem referência no mercado  Nacional e até Internacional.

Nota: a este respeito, os restaurantes da zona gastronómica fizeram mais do que a autarquia. Quanto à recente iniciativa dos enxidos, esperemos que seja um sucesso.

 

4.ºFinalmente , e para  não tornar extensivo o rol, não teria ficado mal à Autarquia acionar   "de modo subtil ou expresso", as campaínhas de alarme dos sócios das adegas cooperativas do Concelho, para o amadorismo das suas gestões, evitando talvês os embaraços financeiros, porque, em maior ou menor grau, estão passando. Tal gesto jamais seria tomado como ingerência, mas sim, como sinal de preocupação pela principal fonte de rendimentos do Concelho.

 

Seguidamente permito-me lembrar  o que não deveria de ter ocorrido:

 

O esvaziamento   económico do Concelho de Almeirim é uma realidade; quase uma indignidade.

 

1º Desde o 25 de Abril é mantida uma feira mensal no primeiro domingo de cada mês. O início do mês é, como se sabe, o momento em que as famílias dispõem de algum dinheiro tornando-se por isso mais fácil a compra.

~Dado que a maioria dos comerciantes (feirantes ) que vendem na Feira não são do Concelho, as importâncias pagas pelo terrado que ocupam, não contrapõe o desgaste económico que representa o dinheiro saído do Concelho.

Por isso, de acordo com "modesta opinião" a feira deveria ser mudada para data coincidente

com o terceiro domingo de cada mês.

Nota:Já foram contabilizados os custos de limpeza do terreno, após cada feira?

Para completar o esvaziamento económico do Concelho, a Autarquia permitiu ( ou pelo menos não dificultou) a instalação de 2 grandes superfícies, que não tendo sede social no Concelho não pagam impostos em Almeirim. Junte-se a tudo isto, o facto de não venderem produtos produzidos na zona,  

 

2.º-Há anos que a autarquia esbanja dinheiro nas festas da cidade, quando prioritariamente deveria salvaguardar a saude dos Munícipes, ou seja: permitiu que (por falta de verbas,segundo se afirmou) se mantivessem  num armazém às portas da cidade, armazenados  durante 20 anos, produtos de forte acção cancerigena,  que só foram retirados por troca  da licença de instalação de mais uma  superfície comercial, cujo funcionamento servirá também para empobrecer mais o Concelho.

Nota:A todo o comércio (independentemente da dimensão) que não tivesse sede social em Almeirim, deveriam ser criadas dificuldades de instalação, dando-se ao invés, facilidades aos que aqui  estabelecessem sede social . 

 

3º. Na freguesia que representa um terço do eleitorado permitiu-se que a estação dos correios fosse encerrada!

Na sede da  mesma freguesia, desde o 25 de Abril de 1974,ainda não foi criado um espaço público de lazer, ou seja: nem um jardim, nem um local de convívio ao ar livre. (o que existe, consta que foi criado por iniciativa da paróquia).

Falo portanto das Fazendas, frguesia que tem direito a algo mais.

 

Quanto ás Fazendas ficamos por aqui! 

 

 

Sabemos que não se pode pensar em tudo, por isso, aqui ficam alguns assuntos que poderão servir de memorando ao Snr Presidente da Câmara, pessoa por quem tenho subida consideração e admiração pela obra entretanto feita.

 

 

 

 

 

publicado por etario às 23:04
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. ...

. PRIVATIZAÇÕES

. A BEM DA NAÇÃO

. FEUDALISMO

. ORDEM DOS ADVOGADOS

. DARDOS/HIPOCRISIA

. INCÊNDIOS

. Dardos

. POBRE POVO

. Respeito

.arquivos

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds