Segunda-feira, 1 de Agosto de 2011

Ferroada

Da primeira vez que vi, quase não acreditei ; a nossa junta de freguesia (junta de freguesia de Fazendas de Almeirim) estava representada (à semelhança de outras autarquias do Concelho) nas festas da cidade de Almeirim. E, ao invés de ter afixada informação escrita ou em videogramas que dessem a conhecer aos interessados as actividades levadas a efeito pela Junta de Freguesia, tinha como suporte de representação uma mobília de quarto à qual não faltavam as molduras com as imagens das pessoas a quem tinha pertencido.

 

Claro que eu conheci as pessoas a quem havia pertencido a aludida mobília, sendo que, mesmo na condição de pessoas de família e honradas, não me parecia que a mobília em si, representasse alguma actividade anterior ou posterior destas pessoas à governança cá do burgo. Pensei até, se as grandes ideias que projectaram a nossa terra para os píncaros da prosperidade e modernidade, tais como - zona industrial, jardim público, policiamento de proximidade, assessoria paga pela junta para divulgar e promover os excelentes vinhos e frutas, etc, - enfim, coisas que fazem os cidadãos sentirem-se bem. Mas, dizia eu, pensava se estas grandes ideias tinham nascido em sonhos dos seus proprietários naquela cama e no recato daquele quarto, e vai daí, não resisti a indagar junto da funcionária que no momento estava de serviço ao stand qual o motivo de tão bizarra representação autárquica.

 

Esta funcionária compreensivelmente  envergonhada encolheu os ombros, e fui então esclarecio por uma dinâmica autarca  (ou que gravita na órbita da autarquia) que aquilo era para as pessoas verem como se vivia antigamente, dando-me de seguida uma descrição das pessoas a quem havia pertencido a mobília. Aliás, pessoas que tive o grato prazer de conhecer e de quem todos, ou quase, guardam as melhores recordações.

 

Abandonei o Stand representativo da minha Freguesia algo envergonhado (tal como a senhora funcionária) direi mesmo, zangado, com tamanha falta de respeito pelos habitantes de Fazendas de Almeirim.

 

Então a Junta de Freguesia não tem nada mais do que uma mobília de quarto para mostrar aos visitantes?

Não existe historial ou mesmo Estorial, que possa ser mostrado com a  dignidade de uma foto de grandes dimensões, ou gráficos esclarecedores??

Não somos a segunda Freguesia do Concelho em habitantes e economia, e onde a propriedade está mais disseminada, fazendo desta, apesar de tudo, um lugar onde quase todas  as pessoas têm algo de seu?

 

Não merecemos um stand que mostre às pessoas a realidade sócio económica da Freguesia?

 

Mesmo não estando em ano de  eleições, não seria bom demonstrar o quanto vale a freguesia em facturação de água  e electricidade?

 

Pelos vistos não! Em Almeirim nas festas da cidade, merecemos apenas a xacota de ser o stand mais piroso e fora de contexto.

 

Mas, da segunda vez que vi, confesso que me senti mal e abandonei o local.

 

Ontem, em pleno stand representativo da Junta de Freguesia nas festas de Fazendas de Almeirim, lá estava a mesma mobília, uma funcionária, creio que  por dever profissional, e o Presidente da Junta de Freguesia.  Fico na dúvida se o objectivo da Junta de Freguesia será a divulgação do artesanato antiquário. Mas se for, existem locais próprios para o efeito.

 

Deixo uma sugestão ao executivo da Junta de Freguesia ; a representação da Junta de Freguesia não pode ser deixada ao arbítrio de pessoas que, pese embora a sua boa vontade, lhes falta conhecimento para o efeito.

 

É que, os actos públicos "alguns" têm visibilidade ; e os de representação são a imagem daquilo e daqueles a quem representam.

 

Os representados exigem respeito pela imagem da sua Junta de Freguesia.

 

 

publicado por etario às 17:33
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. ...

. PRIVATIZAÇÕES

. A BEM DA NAÇÃO

. FEUDALISMO

. ORDEM DOS ADVOGADOS

. DARDOS/HIPOCRISIA

. INCÊNDIOS

. Dardos

. POBRE POVO

. Respeito

.arquivos

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds