Quinta-feira, 26 de Julho de 2012

Respeito

A govrnança da coisa pública exige conhecimento da matéria sobre que se governa e vontade férrea para a exercitar. Exige igualmente uma boa dose de surdêz para as criticas estéreis daqueles que no conforto da certeza de que jamais serão chamados a executar seja o que seja, lá vão bolsando opiniões sobre tudo,  desconsiderando o trabalho daqueles que dão o melhor de si em prol da comunidade.

 

Paga ou não, a governança da coisa pública exige igualmente espírito de sacrifício e  honestidade a toda a prova. Por ser  um acto voluntário, os candidatos a exercê-la deveriam ponderar se estão ou não à altura das tarefas que se propõem desempenhar. Aos governados cumpre,  para bem de todos, exercer uma fiscalização activa dessa governança, criticando construtivamente e apontando soluções.

 

Infelizmente, constata-se que assim não é; quer dizer, salvo as excepções, os que se propõem governar não cuidam de saber se estão aptos ao cargo, e os governados "alguns" desancam a torto e a direito naqueles que exercem a governação. Mas, não se cuide que o fazem com sentido isento e construtivo apontando soluções. Não, desancam somente porque a governança (mesmo que bem exercida) não é exercida por gente do partido de que são filiados ou simpatizantes.

 

Nesta saga de mal dizer, o Presidente da Câmara Municipal de Almeirim tem sido alvo de críticas destrutivas que nem sequer respeitam a sua esfera pessoal. Velada, ou declaradamente, algumas críticas têm por finalidade não a obra do autarca político, mas sim a esfera pessoal deste.

Ora, bem mehor seria que alguns daqueles que sem cessar atacam o homem, o fizessem ao político, demonstrando os erros e apontando soluções.

 

Aqueles que não concordam com as directrizes de governança do Concelho, devem justificar porque não concordam e, apontar as soluções que no seu entendimento satisfariam melhor o interesse dos munícipes, assim exercendo um direito de cidadania.

 

Os erros de governação cometidos "por acção e ou omissão" pelo Presidente da Câmara Municipal de Almeirim serão certamente muitos; não é sabido se quando se candidatou ponderou se  estava à altura do cargo e das funções que se propôs desempenhar, mas, as sucessivas reeleições, o alheamento dos cidadãos pelas opções tomadas, pela falta de contestação por estes aos resultados obtidos e sobretudo, o seu empenho em prol da coisa pública deram-lhe concerteza o aval político dos munícipes para que prosseguisse a governação nos moldes em que o fez.

 

Foi no prosseguimento dessa governação que se desgastou política e fisicamente, estando em fase terminal de mandato sem hipótese legal de reeleiçao.

 

E a nós, cidadãos e munícipes almeirinenses, uma vez ponderada a possibilidade de estarmos à altura de desempenhar um  cargo na governança da coisa pública, cabe-nos a responsabilidade cívica de nos propormos a sufrágio, e, se eleitos, provar que somos capazes. Até lá, vamos ajudar o Sr. Presidente da Câmara Municipal de Almeirim, Dr. José Gomes, a terminar o seu mandato com a dignidade merecida.

 

A oposição deve fazer-se em sede própria, e nos moldes que a lei dispõe.

 

 

 

 

 

 

publicado por etario às 22:27
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Carlos Bento a 13 de Agosto de 2012 às 18:47
Cada povo tem o presidente que merece, e, o contrario tambem se ajusta ao mote.
Se por um lado o rebanho mal guiado corta a relva aqui e ali, tambem e' verdade que o faz por perda de respeito pelo seu pastor.


De etario a 14 de Agosto de 2012 às 17:11
Entende-se o contido nas entrelinhas, mas o respeito é como a água benta; cada um toma a que quer. Sou um crítico construtivo e activo da forma de governação do municipio, mas não pactúo com ataques pessoais e intromissão na esfera da vidapessoal privada de cada um.
Das nossas vidas e da maneira como as vivemos, somos reis e senhores, mas sempre no respeito pelos outros..


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. ...

. PRIVATIZAÇÕES

. A BEM DA NAÇÃO

. FEUDALISMO

. ORDEM DOS ADVOGADOS

. DARDOS/HIPOCRISIA

. INCÊNDIOS

. Dardos

. POBRE POVO

. Respeito

.arquivos

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds