Domingo, 14 de Agosto de 2011

QUEIMADA

Portugal "especialmente o Norte" é uma imensa queimada.

No momento em que escrevo estão activos catorze incêndios no território Continental. Por muita vontade e eficiente logística que exista, creio não ser possivel responder com eficácia a tantos incêndios.

 

Não serão incêndios a mais? Não se queimou já o suficiente? Porque se teima em destruir em breves momentos um património florestal que demora décadas a constituir-se?

 

As razões de tantos incêndios não estão ainda  (ao fim de tantos anos) encontradas ? Confesso-me um leigo em matéria de combate a incêndios, mas, como qualquer treinador de bancada tenho o direito de opinião quanto ao modo de os evitar.

 

Assim, começaria por criar um fundo de apoio económico  aos proprietários das matas para a sua limpeza nos meses que antecedem o Verão. Esse apoio económico seria efectivado através de uma linha de crédito a custo zero que, seria saldada pelo fundo, após verificação da efectiva limpeza da área florestal nos termos e moldes recomendados pelos serviços de silvicultura do Estado.

 

As autarquias, mormente as Juntas de Freguesia, seriam chamadas a colaborar na identificação e selecção das zonas mais críticas e, ou susceptiveis de serem protegidas através de vigilância preventiva.

 

A compra de material de incêndio passaria exclusivamente a ser feito por uma comissão escolhida pelas Juntas de Freguesia da área de instalação do quartel dos Bombeiros, sendo a comissão de compras  composta por bombeiros especializados no material a adquirir, representação política da Junta de Freguesia, e elementos do povo escolhidos de forma aleatória.

Assim não haveria lugar a suspeitas.

 

Quanto aos meios aéreos utilizados, eles ficariam exclusivamente afectos à Força Aérea, pois que, não faz sentido o pagamento de somas avultadissimas a empresas de combate a incêndios por meios aéreos, quando temos uma força aérea moderna e eficiente a todos os níveis.

 

Finalmente, daria prioridade absoluta na investigação e detenção dos criminosos que ateiam os fogos.

 

Para esses, a justiça seria rápida e dura.

 

Esta, é a minha opinião de treinador de bancada  quanto à prevenção e combate a incêndios, mas tenho a certeza de que a manobra funcionaria com resultados práticos e mais económicos.

publicado por etario às 23:31
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. ...

. PRIVATIZAÇÕES

. A BEM DA NAÇÃO

. FEUDALISMO

. ORDEM DOS ADVOGADOS

. DARDOS/HIPOCRISIA

. INCÊNDIOS

. Dardos

. POBRE POVO

. Respeito

.arquivos

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds