Domingo, 16 de Dezembro de 2012

PRIVATIZAÇÕES

Que nos interessa a TAP? Ter uma companhia aérea de bandeira é um luxo de que só alguns beneficiam e todos pagam.

Beneficiam especialmente os administradores e gestores de coisa nenhuma que por lá cirandam  e são pagos a peso de ouro; os dirigentes sindicais do pessoal de voo, e de terra, bem como os correspondentes sindicalizados. Os primeiros, porque irresponsavelmente reivindicam aumentos de salários  não correspondentes com a produtividade, e os segundos, porque sempre estão de acordo em aderir a greves que, no fundo, sabem ter finalidades políticas. É que, dinheiro eles já ganham a mais, especialmente o pessoal de vôo. E se assim não fosse, os descontentes sempre poderiam mudar de empresa. Mas, por  se tratar de uma empresa pública, torna-se mais fácil reivindicar aumentos salariais  e outras mordomias que sabem ser desproporcionados.  E se o Estado não estiver pelos ajustes, então sempre há o recurso à greve efectivada em época de maior procura. E para causar mais impacto, de preferência esta greve é devidamente buzinada pelos órgãos de comunicação social, capitaneados pelos colegas afectos ao  partido que tutela o sindicato.

 

Os administradores de coisa nenhuma (que são a maioria), mais os políticos da tutela, como não têm que prestar contas aos accionistas, [e por vezes também usufruem dessas greves, por efeito decorrente de familiares ou amigos beneficiarem dessas reivindicações], depois de alguma fingida hesitação cedem, e com isso, lá dão mais um golpe no baú do dinheiro público. O Estado, que somos todos nós, para ter uma companhia aérea de bandeira temos que pagar bem caro os caprichos  dos sindicatos.

 

Como cidadão, entendo que manter à custa de capitais públicos uma companhia aérea cujo único benefício público é a ostentação de um nome Português, é um luxo que não estamos em condições de manter. Por isso, em vez de vender  a TAP, entendo que esta deve ser dada aos sindicatos,  para que estes retirem dela os rendimentos para satisfazer as suas reivindicações quase permanentes.

 

Assim, a TAP deixaria de custar dinheiro - muito - aos Portugueses.

publicado por etario às 22:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 8 de Dezembro de 2012

A BEM DA NAÇÃO

Em conversa informal com amigo de criação veio à baila o tema "Medina Carreira"; ambos temos a mesma opinião sobre o assunto. Quer dizer, sem qualquer base de sustentação achamos que Medina Carreira é vitima de uma tentativa de silenciamento, e que , tal se deve ao incómodo que a alguns causam as verdades que, sem medo, diz em alta voz.

 

Rapidamente passamos ao tema da peça apresentada ontem no canal 2 da RTP acerca do banco GOLDMAN SACHS. Qualquer cidadão de entendimento médio achará estranho a ligeireza com que um homem da craveira técnica do governador do Banco de Portugal tenha falhado tão redondamente numa tarefa"para ele tão comezinha" como a supervisão das contas públicas, permitindo que estas atingissem um monumental descalabro. Tal falhanço foi extensivo aos governadores dos bancos  centrais de Espanha, Irlanda, Grécia e, tudo leva a crer, de Itália.

Aquilo de que se suspeitava ficou mais claro depois do visionamento da dita peça televisiva. A crise da zona euro, tem por base a corrupção e o conluio.  Verdade é que o Banco das terras do tio SAM domina a zona euro através  da mais poderosa das armas "o dinheiro e a corrupção"..  Mas tal não teria acontecido se os políticos e banqueiros "alguns" em vez de corruptos e coniventes  com os interesses do grande capital  fossem patriotas.

Só a ganância e ambição pessoal, a vileza, a falta de caracter e honra, aliadas à certeza da impunidade, permitem que sejam cometidos por estes escarros da sociedade os crimes de lesa pátria, cujos custos, sempre serão pagos pelo povo anónimo.

 

A democracia é sem dúvida a mais justa forma de exercer a governação, mas uma democracia tem de ser musculada, aplicando mão pesada a todos os que desvirtuem a sua essência.

 

Os que nasceram nos anos 48 a 50 do século passado, e que ainda por cá cirandam, têm ainda presente que, com todos os defeitos que lhe possamos apontar, o Estado Novo abominava as faltas de Patriotismo punindo severamente os que por acção ou omissão empreendiam condutas tendentes a prejudicar a Nação. Aqueles que, servindo-se de cargo público para em proveito próprio dele retirar benefícios em prejuízo do colectivo, eram de imediato substituídos no cargo ou função sem prejuízo de virem a ser condenados de acordo com a falta cometida.

 

E que ninguém dicesse que desconhecia a função patriotica que era o trato ou gestão da coisa pública, pois que,  qualquer documento oficial terminava com a expressão "A BEM DA NAÇÃO".

 

A expressão "A BEM DA NAÇÃO" não era palavra vã; demonstrava claramente que o conteúdo do documento tinha como finalidade o  BEM DA NAÇÃO que, no fundo era o bem de todos.

 

Hoje, infelizmente, do conteúdo dos documentos oficiais extrai-se implicitamente a expressão "A BEM DO TITULAR DO CARGO", o Povo que pague a conta.

 

 

publicado por etario às 15:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. ...

. PRIVATIZAÇÕES

. A BEM DA NAÇÃO

. FEUDALISMO

. ORDEM DOS ADVOGADOS

. DARDOS/HIPOCRISIA

. INCÊNDIOS

. Dardos

. POBRE POVO

. Respeito

.arquivos

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds