Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008

insegurança

Eu não sabia! Suspeitava, claro, mas agora tenho a certeza. Não me restam dúvidas de que o respeito devido a cada um e por cada um é palavra moribunda e atitude já morta. Na sociedade portuguesa, ou pelo menos em alguma grassa o sentimento de impunidade. Se nem já as autoridades escapam a essa falta de respeito, que dizer dos incógnitos e pacíficos cidadãos que ao longo das suas vidas deram e continuam a dar o seu melhor para poderem  viver num país que se diz, "de estado de direito". É preciso, imperioso e urgente que os políticos que têm ou detêm a responsabilidade  de comandar os destinos deste País desçam à realidade das ruas das cidades, vilas e aldeias para se aperceberem das realidades presentes em matéria de segurança. É igualmente imperioso, que os legisladores que procederam à reforma do código penal se certifiquem da tremenda  ingenuidade de algumas das leis ora reformadas, e que, pese embora a  preocupação de salvaguardar as liberdades e garantias dos cidadãos, mais não são do que o escancarar de portas para todo o tipo de subterfúgios sabiamente utilizados pelos inimigos dessa mesma liberdade.

Finalmente uma palavra para um sector que sofre no dia a dia a indiferença e nalguns casos a injustiça da população;  as autoridades policiais. A estas peço que não esmoreçam e continuem a remar contra a maré. Que não se deixem abater pelas investidas de alguma imprensa ressabiada que aproveita o mínimo deslise das autoridades para noticiar em grandes parangonas ignorando em contrapartida tantas acções meritórias, por vezes, com risco da própria vida. Para esta comunicação social direi apenas que, muito embora tais notícias possam não vender papel era de elementar ética que no momento em que um agente da autoridade está a ser julgado tantas vezes pelo crime de ter cumprido o seu dever publicassem com igual rigor esses factos.

Nota final: Teremos que continuar nesta insegurança?

publicado por etario às 00:19
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 19 de Janeiro de 2008

CAMPAÍNHAS DE ALARME

Ontem, um amigo veio dizer-me que tinha acedido ao meu blog etario "; que na verdade tinha gostado do que tinha lido e que para além do mais, lhe parecia haver nos escritos um sentido de análise e preocupação pelas coisas que me rodeiam. Bom, partindo o elogío de um amigo fiquei naturalmente satisfeito, mas conhecendo "desde hà muito" a sua fina argúcia e os modos subtís com que dá a uma crítica negativa uma nuance de sentido contrário fez com que tocassem as minhas campaínhas de alarme, e, naturalmente  percebesse o que implicitamente me estava a transmitir.

É verdade Zé!... Tens razão;  já deveria há muito " botar cá pra fora, como diz irmão brasuca" o que me vai na alma.

Ainda não é desta que o faço! Sabes porquê? Porque a preocupação maior de um cidadão deverá ser o respeito pelo seu semelhante, o respeito pelos princípios da cidadania e ainda o respeito pelos princípios impostos pela moral. Não importa se o indivíduo é culto ou analfabeto, rico ou pobre, homem ou mulher, o que importa é que se nortei pelos princípios de uma consciência tranquila. No tocante a este aspecto posso dormir em paz.

Já outros não dirão o mesmo; se têm a dita consciência travarão com ela grandes discussões, pois  ninguém tem o direito de abusar da ignorância , de manipular a vontade dos outros com falsas miragens  e de obter vantagens com a ignorância daqueles que o rodeiam.

Como sabes, o grande défice da nossa terra é cultural, "salvo as excepções," e isso tem permitido o uso e abuso (por parte de alguns), dessa condição de falta de cultura, e de cidadania, para  em proveito próprio,e, ou, a mando ou por ordem de  outrém prosseguirem em acções de que se deveriam envergonhar.

Naturalmente, que agora poderás dizer: até que enfim percebeste; então e para quando uma denuncia pública com nomes e tudo? Responderei no momento certo, e dessa vez sem a preocupação de ferir susceptibilidades, pois este tipo de gente, não são susceptiveis de nada .

Fica o aviso à navegação, ou seja: fica o aviso àqueles que continuam a usar o "xico espertismo" como método de actuação convencidos de que todo mundo é parolo.

 

 

publicado por etario às 15:10
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008

CAPOEIRA

Não, não estou a falar daquela luta desportiva que se pratica lá pelos Brasis , e não só.

Estou a falar de capoeira mesmo;  existe melhor lugar para se situar uma luta de galos?

Creio que não. Pois é, os galos estão em pé de guerra.

Não se sabe qual é o motivo; se a disputa pelos amores de alguma franga mais bem vestida de fofas penas, se pelo controlo de um clã de galinhas mais arriçadas, ou se pelo controlo dos comedouros e bebedouros. 

Do alto da minha ignorância aviária direi que, dado que os galos em disputa já estarão  cansados por lutas anteriores e já  têm alguma idade, certamente olharão para as galinhas de modo enviesado  deixando os seus "cada vez mais raros" olhares libidinosos, para as frangas debutantes.

Mas, como de especialistas em capoeiras e de loucos, todos remos um pouco, atrevo-me a vaticinar que a luta dos galos é mesmo pelos comedouros e bebedouros. É que comedouros e bebedouros daqueles  são muito apetecíveis a todos os níveis, ou seja: a ração que é fornecida é muita e de excelente qualidade, nunca havendo crises de abastecimento pois os tratadores são incansàveis,  muito embora, se note um grande sinal de enfado.

Agora, que a luta entre os galos está no auge, já se fazem apostas para ver quem vai saír vencedor.

Nos combates anteriores a coisa estava mais ou menos para o empate, mas o galo velho, senhor do poleiro e ainda dotado de boa musculatura e asas fortes aplicou uns golpes no galo novo que o ía deixando KO. Mas, como novo é novo, o galo pretendente ao poleiro recuperou forças e aplicou uns golpes de asa que abalaram o galo velho. Contudo, a experiência em combate é uma arma temível, e vai daí, com mais umas bicadas dadas em sítio certo lá ficou o galo novo mais uma vez atordoado e sem muitas hipóteses de voltar ao  terreiro de batalha.

É evidente que o galo velho tem o apoio de todos os aviários da circunscrição da capoeira e não só, e isso, é um conforto moral, ao passo que, o galo novo apenas tem o acompanhamento de alguns galos especialistas em estratégia de contra guerrilha aviária mas que, nunca venceram nenhum combate.

Louva-se entretanto a coragem do galo novo que sem estratégia e sem planeamento  de guerra, se atirou ao assalto ao poleiro da capoeira menosprezando o poderío bélico do seu adversário.

Que lhe sirva de lição, pois os experts em lutas de galos dizem que vai demorar muito tempo a recuperar toda a plumagem, e que provavelmente,  só poderá tentar aceder ao poleiro e ao controlo dos comedouros e bebedouros  através dos votos das aves  das circunscrição.

 

Nota: para os hipotéticos leitores que  tiveram a paciência de ler até ao fim esta croniqueta, toma-se a liberdade de informar que qualquer semelhança entre os galos, a capoeira e os Snrs Presidente da Camara Minicipal e  Snr Vereador e Camara Municipal são mera coincidência.

publicado por etario às 23:26
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 6 de Janeiro de 2008

OURO NEGRO

Hoje, um  grande amigo que vive e moureja lá pelos USA  enviou-me uma autêntica avalanche de comentários e preocupações relacionados com o aumento do preço do petróleo!  Diz ele: a causa maior de tal aumento de preço para além de outras é o esgotamento das jazidas e o brutal aumento de consumo, especialmente por parte das economias emergentes, com especial relevo para a China. Contraponho eu, e certamente uma grande maioria,  que as causas não serão só essas, pelo menos no imediato. Não deveremos esquecer que o aumento quase repentino  do preço do crude se deve também à quase estagnação da extracção   no Iraque, consequência da invasão do País pelas ineficazes   forças armadas dos USA. Claro que agora, muito à maneira norte americana, o mundo pagará a factura dos seus caprichos bélicos, "especialmente os do Sr   Bush   e seus conselheiros" cujas fortunas pessoais passam incólumes ao lado da crise energética, ou quiçá, aumentadas em consequência dela. Mas tem razão o meu amigo quando vaticina que o aumento de procura do dito ouro negro por parte da China ainda só agora começou; é que, diz ele: um terço da população mundial que até ao momento ainda  se desloca de bicicleta, muito legitimamente aspira a deslocar-se de automóvel, o que, naturalmente terá as previsiveis consequências no aumento do consumo de petróleo e outras matérias primas.  Não é que seja indiferente a tão premente problema global, mas deve-se ter presente que para grandes males grandes remédios. Assim, quando as multi-nacionais "quase sempre as mesmas e dos mesmos donos" tiverem concluído que por vias do petóleo já não podem continuar a sugar  o mundo, colocarão em acção as alternativas  ao petróleo que como sabemos já existem.

Preocupação mesmo, são as alterações climáticas que advêm do uso desregrado das fontes poluidoras  olimpicamente ignoradas  pelos USA e os seus satélites industriais. Preocupação premente é o fenómeno da globalização nos moldes em que está a ser feita;  mais uma vez, para salvaguarda do interesse económico das multi-nacionais, os direitos  fundamentais dos povos são  ignorados criando assimetrias sociais que envergonham a humanidade

  

publicado por etario às 20:35
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. ...

. PRIVATIZAÇÕES

. A BEM DA NAÇÃO

. FEUDALISMO

. ORDEM DOS ADVOGADOS

. DARDOS/HIPOCRISIA

. INCÊNDIOS

. Dardos

. POBRE POVO

. Respeito

.arquivos

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds