Domingo, 6 de Janeiro de 2008

OURO NEGRO

Hoje, um  grande amigo que vive e moureja lá pelos USA  enviou-me uma autêntica avalanche de comentários e preocupações relacionados com o aumento do preço do petróleo!  Diz ele: a causa maior de tal aumento de preço para além de outras é o esgotamento das jazidas e o brutal aumento de consumo, especialmente por parte das economias emergentes, com especial relevo para a China. Contraponho eu, e certamente uma grande maioria,  que as causas não serão só essas, pelo menos no imediato. Não deveremos esquecer que o aumento quase repentino  do preço do crude se deve também à quase estagnação da extracção   no Iraque, consequência da invasão do País pelas ineficazes   forças armadas dos USA. Claro que agora, muito à maneira norte americana, o mundo pagará a factura dos seus caprichos bélicos, "especialmente os do Sr   Bush   e seus conselheiros" cujas fortunas pessoais passam incólumes ao lado da crise energética, ou quiçá, aumentadas em consequência dela. Mas tem razão o meu amigo quando vaticina que o aumento de procura do dito ouro negro por parte da China ainda só agora começou; é que, diz ele: um terço da população mundial que até ao momento ainda  se desloca de bicicleta, muito legitimamente aspira a deslocar-se de automóvel, o que, naturalmente terá as previsiveis consequências no aumento do consumo de petróleo e outras matérias primas.  Não é que seja indiferente a tão premente problema global, mas deve-se ter presente que para grandes males grandes remédios. Assim, quando as multi-nacionais "quase sempre as mesmas e dos mesmos donos" tiverem concluído que por vias do petóleo já não podem continuar a sugar  o mundo, colocarão em acção as alternativas  ao petróleo que como sabemos já existem.

Preocupação mesmo, são as alterações climáticas que advêm do uso desregrado das fontes poluidoras  olimpicamente ignoradas  pelos USA e os seus satélites industriais. Preocupação premente é o fenómeno da globalização nos moldes em que está a ser feita;  mais uma vez, para salvaguarda do interesse económico das multi-nacionais, os direitos  fundamentais dos povos são  ignorados criando assimetrias sociais que envergonham a humanidade

  

publicado por etario às 20:35
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. ...

. PRIVATIZAÇÕES

. A BEM DA NAÇÃO

. FEUDALISMO

. ORDEM DOS ADVOGADOS

. DARDOS/HIPOCRISIA

. INCÊNDIOS

. Dardos

. POBRE POVO

. Respeito

.arquivos

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds