Segunda-feira, 19 de Abril de 2010

Burrice

Nunca é demais clamar que não gravito na órbitra de qualquer partido, ou político. Contudo, permito-me, ou tenho-me permitido, fazer as minhas reflexões acerca das intervenções de aguns políticos da nossa praça, ora atacando-os, ou defendo-os por aquilo que em meu entender, merecem ser atacados, ou defendidos.

 

Claro que o faço tendo a certesa de que os meus reparos ou aplausos têm o mesmo efeito de um grito de socorro em pleno deserto, mas, fico mais aliviado descarregando nas teclas do pobre computador a minha adrenalina. Adrenalina que, hoje está ao máximo, já que constatei que não passo de um burro "sem ofensa para o dito animal". Sou tão burro, que não consigo entender as simples palavras que em bom Português os políticos proferem, delas não retirando por isso, o verdadeiro sentido que encerram.

 

Glória a alguns iluminados jornalistas Portugueses, que conseguem entender nas palavras dos políticos, e não só, coisas que um burro como eu jamais conseguiria entender.

 

Vejamos um pequeno exemplo: O recentemente eleito presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, ( a partir de agora PPC) é um político que tem o dom da palavra e expressa-se em Português fluente, não se notando no seu discurso frases sincopadas, ou afectadas por aféreses, ou apócopes,. Quer dizer, é um discurso que não deixa dúvidas! Isso pensava eu, até ler o artigo de opinião do jornalista Manuel Catarino, publicado "in Correio da Manhã de hoje".

 

Ora no discurso de PPC, sempre deduzi das suas palavras, que uma das medidas  políticas futuras do PSD, quando for Governo, seria a retirada do Governo da economia nacional, através da não intervenção do Estado (leia-se alienação das empresas públicas ou de capitais maioritáriamente públicos) na econimia do País, pois que, como todo o País sabe, as empresas do Estado e as de capitais maioritariamente público, são, quase sem excepção, sorvedouros de dinheiro de todos nós, e, covis onde se banqueteiam os lobos que saem dós Governos que, deixam de o ser.

 

Qualquer Português pagante de impostos aplaude esta e outras medidas que tenham por finalidade acabar com o autêntico esbulho que representam essas prateleiras douradas (leia-se mais uma vez empresas públicas e de capitais maioritariamente públicos)onde têm sido e, são colocados, os políticos do Governo que depois, deixa de sê-lo.

 

Isto extaía eu das palavras de PPC, e aplaudia a intenção, muito embora soubesse que PPC estava a bulir com interesses instalados que lhe iriam mover guerra sem quartel.

 

Pois bem, onde a minha burrice via esta e outras intenções nas palavras de PPC, o ilustre iluminado jornalista do Correio da Manhã, extrai e publica que, PPC não passa de neo liberal que detesta a intromissão do Estado na fiscalização da actividade das empresas e na economia.

 

Cuidado PPC, o Senhor ainda não é primeiro Ministro e já sofre ataques soeses de iluminados que por deterem o poder de comunicar com milhões de incautos, usam e abusam desse direito para, a seu belo prazer, ou por encomenda, denegrir ou dourar falsamente a imagem de outrém. A história recente está repleta de exemplos.

 

Ou então, eu sou burro. E na verdade sou, já que não sou jornalista. 

publicado por etario às 22:41
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De carlos bento a 21 de Abril de 2010 às 16:19

"Os mais fracos, os mais pobres, os mais desfavorecidos que façam pela vida: não merecem que o conselho de administração gaste com eles um miserável cêntimo."
MANUEL CATARINO IN C.M .

Ate' parece que o governo de Socrates nada disto pratica, estamos aviver num pais' com justica e paz social invejaveis.
Neste aspecto, nao ha ' so ' burros: Ha ' cegos, surdos e mudos .
Bom trabalho
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<BR>"Os mais fracos, os mais pobres, os mais desfavorecidos que façam pela vida: não merecem que o conselho de administração gaste com eles um miserável cêntimo." <BR>MANUEL CATARINO IN C.M . <BR><BR>Ate' parece que o governo de Socrates nada disto pratica, estamos aviver num pais' com justica e paz social invejaveis. <BR>Neste aspecto, nao ha ' so ' burros: Ha ' cegos, surdos e mudos . <BR>Bom trabalho <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Cbento</A> <BR><BR>


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. ...

. PRIVATIZAÇÕES

. A BEM DA NAÇÃO

. FEUDALISMO

. ORDEM DOS ADVOGADOS

. DARDOS/HIPOCRISIA

. INCÊNDIOS

. Dardos

. POBRE POVO

. Respeito

.arquivos

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds