Sexta-feira, 26 de Março de 2010

ecos

Mesmo na minha surdez,  hoje, enquanto almoçava num ruidoso restaurante, ouvi claramente a conversa entre dois amigos; o tema era a política e o tão falado plano de estabilidade e crescimento PEC.

 

Não me pareceram homens com conhecimentos académicos na matéria, mas via-se claramente que eram homens formados na melhor de todas as Universidades, ou seja a Universidade da vida.

Eram homens com traquejo de vida, já com cabelos brancos, mas ainda activos e pagadores de impostos.

 

Do  que disseram,  creio, muito seria aproveitado por um governante bem intencionado que os escutasse. Talvez daí tirasse alguimas dicas para resolver  ou atenuar a crise.

 

Do que consegui reter, aqui vão algumas das sugestões que utilizariam se fossem Governo "diziam eles"! 

 

1º-Fariam um corte nos vencimentos de todos os ministros e secretários de Estado. (com esta medida ficariam com base moral para o pedido de sacrificios aos outros cidadãos.

Igualmente, limitariam os gastos ao minimo indispensavel com mordomias e prémios (que por vezes premeiam quem não fez coisa nenhuma ).

 

2º- A todos os reformados que individualmente auferissem mais de 2000euros mensais ou 4000 por casal, seriam descontados 20% por cada fracção de 100 euros a mais e serlhe-iam igualmente retirados os subsídios de férias e de Natal. Em compensação, aumentariam as reformas dos que ganham menos de 300 euros por mês progressivamente até chegar rápidamente a um patamar de 500 euros por mês.

Com esta medida, atenuar-se-ia o enorme fosso entre quem tanto ganha, e quem, quase nada ganha,. E argumentavam: porque motivo um casal que aufere de reforma 10000 e mais euros por mês, há-de viver em permanente e ofensiva abundância à custa do trabalho dos outros; é que, quase sempre esta classe de  reformados vêm de actividades ligadas ao Estado ou à função pública, e neste momento o Governo pede sacrificios aos funcionários públicos activos deixando de fora quem vive com muito mais do que precisa. Rematavam ainda; devido aos anos a que já usufruem da reforma, a maioria desses reformados de luxo, não descontou nem metade daquilo que já receberam, quanto mais aquilo que ainda irão receber.

 

3º-Poderá o Governo, ou os que  estão na mira de vir a auferir semelhantes regalias, dizer que isso representa uma infima parte do PIB ou do orçamento geral do Estado. Mas, do mesmo modo que o corte no vencimento dos ministros e quejandos representaria uma aval  no pedido de sacrificio aos Portuigueses também esta medida seria uma moralização do sistema vergonhoso de reformas que temos.

 

4ºDisseram também que o Governo deveria pedir sacrificios aos grandes grupos económicos pois são eles que detêm o poder económico, e, na maioria, se são grandes é, à custa de quem produz e lhes compra os produtos. Justo seria, que numa acção patriótica pagassem a crise, ou pelo menos ajudassem a pagar. Argumentaram ainda que o enorme volume de facturação dos grupos como a Sonae, Gerónimo Martins etç não são compativeis com os miseros impostos que pagam, se é que pagam impostos.

 

Tive que levantar-me e ir ao trabalho, mas eles lá ficaram a discutir as medidas com que moralizariam a econopmia do País. Tive pena de não poder continuar, e até quem sabe, meter-me na conversa para lhes lembrar as empresas do sector empresarial do Estado que são autênticos sorvedouros dos dinheiros de todos nós. Vêja-se por exemplo a TAP, RTP,  REFER, CP e tantas outras que apesar dos milhões de milhões que anualmente dão de prejuízo, continuam com prateleiras douradas onde pontificam papagaios da política pagos a peso de ouro sem nada para fazer e a receber chorudos prémios de produção. Que produzem eles? Prejuízo somente.

 

Confesso que gostaria, que um político com responsabilidades Governamentais os tivesse escutado; talvez aprendesse algo.

 

 

 

 

 

 

publicado por etario às 00:02
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. ...

. PRIVATIZAÇÕES

. A BEM DA NAÇÃO

. FEUDALISMO

. ORDEM DOS ADVOGADOS

. DARDOS/HIPOCRISIA

. INCÊNDIOS

. Dardos

. POBRE POVO

. Respeito

.arquivos

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds